A profissão de colocador(a) de piercing independente, também conhecida como body piercing, é exercida por especialistas em aplicação destas joias nas mais diversas partes do corpo.

Por se tratar de um procedimento suscetível à infecções, é essencial que o colocador(a) de piercing independente seja um profissional qualificado e preocupado com a higiene tanto de seu local de trabalho, como da joia em si e de todos os instrumentos utilizados para a aplicação do piercing.

Também é de fundamental importância que o body piercer domine as técnicas de perfuração e oriente o cliente acerca dos cuidados de assepsia necessários após a aplicação da joia.

Colocador(a) de piercing independente pode ser MEI?

Sim, existe um CNAE de serviços de tatuagem e colocação de piercing, o que permite que este profissional se formalize como um Microempreendedor Individual.

O CNAE nada mais é do que a Classificação Nacional de Atividades Econômicas, ou seja, uma forma simples do Governo Federal conseguir categorizar as empresas, sejam elas públicas ou privadas.

E qual o CNAE de colocador(a) de piercing independente? O código de sete dígitos desta profissão é 9609-2/06 – Serviços de tatuagem e colocação de piercing.

No decorrer deste texto será possível conferir a tabela com toda a hierarquia desta atividade. Siga a leitura e confira!

Dúvidas comuns sobre a atividade de colocador(a) de piercing independente MEI

A formalização como colocador(a) de piercing independente MEI é muito simples de ser feita, mas no meio do caminho podem surgir algumas dúvidas. Separamos, então, abaixo as principais informações que você precisa saber sobre esta atividade. Confira!

– Quais as formas de atuação do colocador(a) de piercing independente MEI?

O colocador de piercing independente MEI pode trabalhar em um estúdio próprio, em sua casa ou até mesmo para estúdios de tatuagem e piercing.

Como o próprio nome diz, este profissional é especialista em colocar piercicng nas mais diversas áreas do corpo, como nariz, orelha, umbigo, língua, sobrancelha, entre outros.

Justamente por isso, o body piercer MEI deve ter boa coordenação motora, instrumentos totalmente esterilizados e, claro, precisam ser resistentes para, possivelmente, ver fluídos do corpo humano, como sangue, por exemplo.

– Como abrir um MEI para colocador(a) de piercing independente?

O profissional que quiser se formalizar como colocador de piercing independente MEI não encontrará nenhuma dificuldade, desde que siga alguns princípios desta categoria como não ter um faturamento anual acima de R$ 81 mil e nem ser dono, sócio ou administrador de outra empresa.

Depois disso, basta acessar o Portal do Empreendedor. O site tem extensão “.gov.br”. Por isso, certifique-se de que você está entrando na plataforma correta.

Ao acessar o portal, terá um box escrito “Quero Ser MEI”. Clique nele e depois acesse a opção “Formalize-se”.

Vale ressaltar que a inscrição no Portal do Empreendedor é gratuita e feita totalmente online. Então, ao entrar na página Formalize-se, você irá precisar inserir uma série de informações sobre o seu negócio, como o endereço, um nome fantasia e, claro, o CNAE de colocador(a) de piercing independente MEI.

Concluída a parte de inserção dos dados, você já recebe o seu certificado como Microempreendedor Individual. É nele que estará descrito o seu CNPJ, por exemplo.

Com este certificado, você já está inscrito na categoria, mas precisa validar o CNPJ em seu município para estar apto a emitir notas fiscais.

– Como funciona o MEI para colocador(a) de piercing independente?

O registro de Microempreendedor Individual garante uma série de benefícios ao trabalhador. Listamos alguns deles abaixo:

– Aposentadoria por idade;

– Aposentadoria por invalidez;

– Auxílio-doença;

– Pensão por morte;

– Salário-maternidade;

– Facilidades bancárias como acesso a linhas de créditos com juros mais baixos;

– Tributação com custos reduzidos;

– Possibilidade de contratar um funcionário para auxiliá-lo nas atividades.

É importante esclarecer, contudo, que o colocador(a) de piercing independente MEI não pode ultrapassar a marca de um único funcionário contratado, afinal, trata-se de um micronegócio.

E é claro que para ter direito a todos estes benefícios, o colocador de piercing independente MEI também deve cumprir com suas obrigações.

Uma de suas responsabilidades é o pagamento mensal do DAS, um documento que unifica todas as tributações da categoria. Ainda, uma vez ao ano também se faz necessário apresentar a Declaração Anual de Faturamento, conhecida como DASN-SIMEI.

– O que não se encaixa nas atividades de colocador(a) de piercing independente MEI?

O CNAE de colocador de piercing independente é exclusivo aos profissionais que aplicam a joia e aos tatuadores. Outros serviços como o de esteticista não estão inclusos nesta atividade e sim, em outra classificação.

Atividades permitidas para Colocador(a) de piercing independente MEI

Código Descrição

CNAE Colocador(a) de piercing independente MEI

Hierarquia de atividades
Seção
Divisão
Grupo
Classe
CNAE

Ferramentas para a atividade de MEI de colocador(a) de piercing independente

Além das joias, o colocador(a) de piercing independente MEI irá precisar de luvas, agulhas, pinças e cateteres. Outro item que não pode faltar para este profissional são os artigos de higiene e assepsia para esterilizar tanto suas mãos como todos os objetos.