O apurador, coletor e fornecedor de recortes de matérias publicadas em jornais e revistas é um profissional que pode oferecer diferentes tipos de serviços relacionados à informações. 

Estes trabalhadores podem fornecer, por exemplo, informações telefônicas. Entre suas atribuições também estão serviços de resumos de notícias – popularmente conhecidos como “clipping” – e o levantamento de informações por contrato ou comissão.

Apurador, coletor e fornecedor de recortes de matérias publicadas em jornais e revistas pode ser MEI?

Sim, os profissionais dessa área podem atuar como microempreendedores individuais. Eles estão cobertos pelo CNAE – Outras atividades de prestação de serviços de informação não especificadas anteriormente.

O apurador, coletor e fornecedor MEI está dentro da seção de informação e comunicação, que pertence à divisão de atividades de prestação de serviços de informação. Abaixo você encontrará uma tabela com a hierarquia completa deste CNAE. 

Dúvidas comuns sobre a atividade do apurador, coletor e fornecedor de recortes de matérias publicadas em jornais e revistas MEI

Tem dúvidas quanto à atuação do profissional desta área como microempreendedor individual? Veja as principais perguntas e respostas abaixo.

1 . Quais são as formas de atuação do apurador, coletor e fornecedor de matérias publicadas em jornais e revistas MEI?

Diversos serviços de informação podem ser prestados por este profissional, como explicado acima. Além do recorte de jornais e revistas, o CNAE também compreende, por exemplo, serviços de recorte de diário oficial. 

Entre as formas de atuação mais comuns destes profissionais estão os serviços de clipagem. Este trabalho consiste na busca por publicações sobre um determinado assunto nos veículos de mídia, que, neste caso, são os jornais e revistas.

 2 . Como abrir um MEI para o apurador, coletor e fornecedor de matérias publicadas em jornais e revistas?

Os procedimentos de abertura de MEI para um apurador, coletor e fornecedor são muito práticos. Tudo que o profissional precisa fazer é o cadastro do Portal do Empreendedor, que fica no site oficial do Governo Federal. 

Além de simples, a abertura do MEI também é gratuita e pode ser finalizada rapidamente. Em alguns minutos, o profissional sai com um CNPJ e pode começar a trabalhar imediatamente.

Entretanto, a emissão de notas fiscais não vem inclusa neste “pacote”. Para isso, é necessário buscar uma autorização junto à Secretaria da Fazenda do Estado em questão e conferir as regras do município de instalação da empresa.

3 . Como funciona o MEI para apurador, coletor e fornecedor de matérias publicadas em jornais e revistas?

Ao efetuar sua formalização como MEI, o profissional da área recebe um CNPJ e, a partir daí, começa a trabalhar como uma microempresa, assumindo todas as obrigações e recebendo os benefícios disso.

Ele passa a ter a possibilidade de contratar um funcionário e começa a contribuir para o INSS, o que permite obter uma aposentadoria no futuro, além de outros benefícios como auxílio doença. As mulheres também conseguem obter um salário maternidade.

Entre as obrigações estão o pagamento mensal de um boleto conhecido como DAS e a declaração anual do DAS-SIMEI, referente ao faturamento da empresa. 

Todos os impostos estão inclusos neste boleto. O INSS tem o valor de 5% de um salário mínimo, enquanto o restante diz respeito ao ISS, que é um imposto municipal para prestação de serviços. 

Apesar disso, o profissional não está isento da declaração de Imposto de Renda como pessoa física. Caso se enquadre nos critérios da Receita Federal, também é necessário fazê-la.

O que não se encaixa nas atividades de apurador, coletor e fornecedor de matérias publicadas em jornais e revistas?

Algumas atividades podem parecer relacionadas a este profissional, mas se enquadram em outras áreas. É o caso, por exemplo, do checking de publicidade e das pesquisas de mercado e opinião pública. 

Atividades de teleatendimento e manutenção de computadores e equipamentos periféricos também devem ser registradas em outro CNAE.

Atividades permitidas para Apurador(a), coletor(a) e fornecedor(a) de recortes de matérias publicadas em jornais e revistas independente MEI

Código Descrição
4399103 Levantamento de paredes e muros em alvenaria
4399103 Construção de paredes de pedra
4399103 Obras de alvenaria
4399103 Obras de cantaria
4399103 Execução de alvenaria
4399103 Construção de muros de blocos de concreto
4399103 Construção de muros de tijolos
4399103 Construção de paredes de blocos de concreto
4399103 Execução de trabalhos de pedreiro para obras de alvenaria
4399103 Construção de paredes de alvenaria
4399103 Construção de muros de pedra

CNAE Apurador(a), coletor(a) e fornecedor(a) de recortes de matérias publicadas em jornais e revistas independente MEI

Hierarquia de atividades
Seção F Construção
Divisão 43 Serviços especializados para construção
Grupo F Construção
Classe 43991 Serviços especializados para construção não especificados anteriormente
CNAE 4399103 Obras de alvenaria

Ferramentas para a atividade MEI de coletor e fornecedor de matérias publicadas em jornais e revistas

Para trabalhar como apurador, coletor e fornecedor, o profissional deve ter materiais necessários para leitura e eventuais anotações. Com isso ele poderá exercer sua atividade de maneira adequada. 

Materiais que possibilitem a organização, como pastas, também podem ser importantes de acordo com o método de trabalho do empreendedor.