O cabeleireiro ou cabeleireira atua em um segmento de alta demanda no mercado brasileiro. É o profissional que trabalha com a estética e cuidado com os cabelos de mulheres, homens e crianças. 

A atividade requer conhecimento e prática, que aliados a bons produtos e técnicas, são capazes de elevar a auto-estima de qualquer pessoa. Por isso, o cabeleireiro ou cabeleireira que conquista sua clientela tem a garantia de trabalho constante. 

Nesta profissão, estar antenado com as novidades e tendências do mundo da beleza é essencial, assim como conhecer os produtos e cortes mais indicados para cada cliente. 

Cabeleireiro independente pode abrir MEI? 

A boa notícia é que o cabeleireiro pode ser MEI sim. Isso porque esta é uma das atividades que pertencem ao CNAE 9602-5/01 – Cabeleireiros, manicure e pedicure.

Atuando de forma autônoma, este profissional pode ter acesso a vários benefícios e vantagens que este enquadramento de pessoa jurídica proporciona. 

Dúvidas comuns sobre a atividade de cabeleireiro MEI

Mesmo sendo um modelo bastante conhecido, é natural que surjam questionamentos em relação ao MEI e suas características. 

Por este motivo, apresentamos a seguir um guia completo com todas as informações que você precisa saber para ser um cabeleireiro independente MEI. Confira. 

– Quais são as formas de atuação do cabeleireiro MEI?

O MEI para cabeleireiro envolve diversas atividades, como corte de cabelo, escovação, tingimento, além de tratamentos variados, como hidratação. 

Este profissional pode ainda realizar alisamento, lavagem, fazer penteados e tudo o que envolve a estética capilar. 

É possível fazer o atendimento na residência do cliente ou ainda ter seu próprio espaço, desde que seja um trabalho autônomo e não haja a contratação de diversos profissionais. 

– Salão de cabeleireiro pode ser MEI?

Não, o salão de cabeleireiro não pode ser MEI. Contudo, a lei “Salão Parceiro – Profissional Parceiro” (Lei nº 13.352/2016) permite que os proprietários deste negócio firmem um contrato de prestação de serviço com o cabeleireiro MEI.

Dessa forma, o profissional vai trabalhar de forma autônoma, sem vínculo empregatício. Para isso, é necessário estabelecer uma relação de parceria, delimitando o formato de comissões e pagamentos dos serviços. 

– Auxiliar de cabeleireiro pode ser MEI? 

Esta atividade não está prevista no enquadramento do MEI, com isso, o auxiliar deve ser registrado no regime CLT em um salão de beleza. 

– Como abrir MEI para cabeleireiro independente?

É muito simples e rápido abrir o MEI para cabeleireiro, os interessados devem apenas ter um dispositivo conectado à internet para realizar este procedimento. 

Isso mesmo, tudo é feito digitalmente e sem nenhuma burocracia, bastam poucos minutos. Confira abaixo o passo a passo. 

1: Acesse o Portal do Empreendedor, vá até a opção “Quero ser MEI” e depois clique em “Formalize-se”;

  1. 2. Realize o preenchimento de seus dados pessoais, entre eles, nome, endereço, CPF, RG, telefone, endereço etc;

3: Indique o CNAE de cabeleireiro independente 9602-5/01;

4: Neste momento ,seu cadastro estará completo e o sistema vai gerar, de forma automática, o Certificado MEI, um documento que informa o CNPJ do seu negócio. 

5: Faça o registro do CNPJ na prefeitura de sua cidade, este processo pode ser feito pela internet ou presencialmente. Esta é uma etapa importante, pois este cadastro vai permitir a emissão de notas fiscais e a obtenção de alvará. 

Vale ressaltar que o Portal do Empreendedor é a única plataforma oficial para a abertura do MEI e este é um procedimento totalmente gratuito.

– Como funciona o MEI para cabeleireiro?

O MEI (Microempreendedor Individual) foi lançado em 2008 e atende mais de 400 atividades. Este é o modelo mais simples e prático de formalizar um negócio. 

E para se tornar um cabeleireiro MEI é preciso atender a três requisitos, confira quais são eles abaixo:

  • Não ser sócio em nenhuma outra empresa; 
  • Possuir um faturamento anual de até R$ 81 mil;
  • Contratar no máximo um funcionário.

Além disso, há algumas obrigações fiscais que o profissional deve seguir para continuar atuando de forma regular. 

Então, o cabeleireiro MEI paga imposto

Sim, é necessário realizar o pagamento mensal do boleto DAS MEI (Documento de Arrecadação do Simples Nacional), que possui um valor fixo e inclui diversos impostos em uma única contribuição. 

O autônomo precisa ainda realizar a entrega da declaração anual de faturamento, chamada DASN-SIMEI, sempre até o dia 31 de maio de cada ano. 

– Quais os benefícios do MEI cabeleireiro independente?

O cabeleireiro independente MEI que está em dia com o pagamento do boleto DAS tem direito a todos os benefícios previdenciários, como aposentadoria, auxílio doença, pensão por morte e salário maternidade.

Como previsto, pode contratar apenas um funcionário e, ao fazê-lo, terá uma carga tributária bem menor do que a vista nos demais modelos. 

E caso deseje realizar um investimento em seu negócio, vai encontrar linhas de crédito facilitadas em vários bancos. 

– O que não se encaixa nas atividades de cabeleireiro?

Como visto anteriormente, a função de auxiliar de cabeleireiro não faz parte deste enquadramento. 

Além dela, a fabricação de peruca, atividade de podologia, maquiagem, depilação, limpeza de pele e massagem facial não integram o CNAE de cabeleireiro independente. Todas elas possuem uma categoria diferente. 

Veja a seguir mais detalhes sobre a atividade e sua hierarquia.

Atividades permitidas para Cabeleireiro(a) independente MEI

Código Descrição

CNAE Cabeleireiro(a) independente MEI

Hierarquia de atividades
Seção
Divisão
Grupo
Classe
CNAE

Ferramentas para a atividade de cabeleireiro MEI 

O cabeleireiro MEI, além de técnicas especializadas, deve contar com ferramentas que tornam o seu trabalho mais prático e contribuam para um resultado de qualidade.

Entre os itens indispensáveis para este profissional estão pentes, escovas, secadores de cabelo, pranchas, baby liss, toalhas, shampoos, condicionadores, tintas para cabelos, capa para corte etc. Para saber mais dicas sobre o negócio, basta clicar em nossa matéria exclusiva.