Além dos benefícios previdenciários, uma das grandes vantagens da formalização como microempreendedor individual é o acesso à linha de crédito especial em diversas instituições financeiras. Afinal, quando estamos começando a empreender, é natural que surja a necessidade de buscar recursos para fazer o negócio decolar.

Isso sem falar da importância de estimular, também, os MEIs que já estão na caminhada a mais tempo, quando há a necessidade de expandir o negócio – que atire a primeira pedra quem nunca sonhou em renovar o maquinário, investir em insumos ou ampliar o seu espaço físico de venda e produção, não é mesmo?

Mas, para que isso saia do papel, o segredo está em descobrir quais os caminhos mais fáceis que te levam às condições especiais de financiamento.

cursos para o MEI

 

Linha de crédito em banco público

O Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e o BNDES são instituições ligadas ao governo federal que apresentam condições especiais de empréstimos para o MEI. Porém, para obter o benefício, é preciso estar em dia com todas as suas obrigações.

Além disso, o microempreendedor precisa ter em mãos documentos como o CCMEI – Certificado de Condição do Microempreendedor Individual – ou a Certidão Simplificada da Junta Comercial de seu estado. Documentos pessoais do empreendedor e comprovante residencial do MEI e o CNPJ poderão ser requisitados também.

 

Bancos privados

Cada instituição privada possui seus pacotes e condições específicas para o MEI, dependendo das necessidades. Para entender melhor como funcionam os prazos e as taxas, vamos voltar aos exemplos citados lá em cima:

Para o financiamento de máquinas e equipamentos, as instituições financeiras podem disponibilizar uma linha de crédito que exija garantias (para suportar o valor do bem que está sendo adquirido), ou ainda manter o bem alienado. Os prazos costumam ser mais longos, enquanto as taxas de juros mais baixas.

Agora, se você precisa de recursos financeiros no curto prazo, em situações de emergência, para despesas do dia a dia, compra de mercadorias ou cobrir falta de dinheiro no seu fluxo de caixa, aí a conversa é diferente. Nesse caso, a linha de crédito aponta pela busca de capital giro, com prazos mais curtos.

 

LEIA TAMBÉM

 

Oportunidade especial

A DicasMEI é parceira do Banco Original, que oferece a Conta Pessoa Única (Pessoa Física + Pessoa Jurídica). Já pensou em ganhar três meses isentos de qualquer tarifa? Então trate de fazer o cadastro por meio desse link: https://www.original.com.br/mkt/abra-sua-conta-pf/solicitacao?parceiro=contaunica&campanha=dicasmeipj

Certamente, com o auxílio da instituição, você vai encontrar condições de se relacionar de um jeito simples e fácil com o seu dinheiro.

 

Tudo calculado

Não resta dúvida de que o acesso à linha de crédito pode impulsionar o seu negócio, mas isso não pode ser um passo maior do que a perna, MEI! Esse tipo de iniciativa deve ser pontual, de maneira estratégica.

Até porque, se o problema de fluxo de caixa tem sido recorrente, então obter empréstimos não vai resolver definitivamente o descontrole, mas sim apenas adiá-lo. Se esse é o seu caso, cuidado: os juros e as taxas de financiamento podem comprometer de vez as finanças da sua empresa!

 

Por isso, pesquise, pense, calcule, compare. E é claro: acesse os conteúdos da Dicas MEI no blog e nas redes sociais e esclareça suas dúvidas sobre tudo o que envolve o mundo do empreendedorismo.