O comerciante de ferragens e ferramentas independente é o profissional que vende itens voltados para construção civil e equipamentos manuais, não elétricos e também elétricos. 

Entre os produtos que o comerciante de ferragens e ferramentas independente oferece aos seus clientes estão chaves de fenda, furadeiras, martelos, serras etc. Sua atuação se dá no varejo, seja físico ou online. 

Comerciante de ferragens e ferramentas independente pode abrir MEI? 

A boa notícia é que sim, o comerciante de ferragens e ferramentas pode ser MEI, pois esta função está inclusa no Catálogo Nacional de Atividades Econômicas. 

Ao realizar seu cadastro, este autônomo deverá usar o CNAE 4744-0/01 – Comércio varejista de ferragens e ferramentas. Dessa forma, poderá usufruir das facilidades e vantagens que este enquadramento apresenta a seus integrantes. 

Dúvidas comuns sobre a atividade de comerciante de ferragens e ferramentas independente MEI

O processo de abertura do MEI pode gerar incertezas para muitas pessoas, principalmente porque o excesso de burocratização de outros modelos chega até mesmo a assustar. 

Contudo, não existem motivos para preocupação, pois esta categoria é bastante simples e foi criada justamente para facilitar a vida de milhões de brasileiros que desejam empreender. 

E para tirar suas dúvidas e conhecer mais sobre as características do MEI, acompanhe o guia completo que preparamos abaixo. 

– Quais são as formas de atuação do comerciante de ferragens e ferramentas independente MEI?

Esta profissão está ligada ao varejo e promove a venda de produtos, normalmente, usados na construção civil ou para tarefas de consertos. 

Sendo assim, entre os artigos vendidos pelo comerciante de ferragens e ferramentas estão martelo, parafusadeira, chaves diversas, enxadas, cavadeiras, entre outros. 

Da mesma forma que a maioria dos demais comerciantes MEI, este autônomo pode oferecer seus itens em uma loja física ou por meio do e-commerce. 

– Como abrir MEI para comerciante de ferragens e ferramentas independente?

Agora que você já sabe o que faz um comerciante de ferragens e ferramentas independente MEI, chegou a hora de entender o que é necessário fazer para integrar esta categoria. 

De antemão, já avisamos que não é necessário preparar uma papelada, ir ao cartório e a diversos órgãos públicos, pelo contrário. A abertura do MEI é um processo totalmente digital e gratuito, que pode ser feito pelo computador, tablet ou celular. 

O primeiro ponto que você precisa saber é que a única plataforma oficial para se formalizar como MEI é o Portal do Empreendedor. Com isso, é preciso acessar o site, escolher a opção “Quero ser MEI”, que aparece na página inicial e, na sequência, clicar em “Formalize-se”.

A segunda parte é fazer o cadastro e, para isso, é necessário preencher todos os dados solicitados pelo sistema, entre eles, título de eleitor, CPF, RG, endereço etc. 

Ainda nesta etapa, o profissional deve indicar o CNAE de comerciante de ferragens e ferramentas independente 4744-0/01.

Depois disso, o cadastro é finalizado e será gerado, de forma automática, o Certificado MEI, que é um documento que traz todas as informações da sua formalização, incluindo o CNPJ. Por isso, é importante guardá-lo, seja física ou digitalmente. 

E, por fim, é necessário ainda registrar o CNPJ do seu negócio ou atividade na prefeitura de sua cidade, garantindo assim a possibilidade de adquirir um alvará e emitir notas fiscais de seus serviços. 

Em alguns municípios, este processo pode ser feito pela internet, mas na maioria das localidades ainda é preciso fazer o registro presencialmente. Então, procure se informar sobre este assunto em sua cidade.

– Como funciona o MEI para comerciante de ferragens e ferramentas independente?

O MEI ou Microempreendedor Individual foi lançado em 2008 e, desde então, permite que milhões de brasileiros desempenhem suas funções contando com um respaldo legal e diversas vantagens, especialmente na área financeira. 

Além de ser fácil de abrir, como você acabou de conferir, o MEI abrange mais de 400 atividades, desde as mais especializadas até as puramente manuais. 

A exceção fica por conta de profissões que possuem uma entidade de classe representativa, como os médicos, nutricionistas, psicólogos ou arquitetos, que por esta razão não podem se tornar usuários desta categoria. 

A praticidade do MEI chama atenção, afinal, este modelo requer apenas que seus integrantes se enquadrem no seguinte perfil: ter um faturamento anual de até R$ 81 mil, não ser sócio em outra empresa e contratar apenas um funcionário para seu negócio. 

Por isso, esta modalidade é tão conhecida e procurada por quem deseja empreender e, principalmente, está em busca de uma carga tributária bem inferior aos outros enquadramentos. 

Por falar em tributos, já vamos direto a uma pergunta muito feita pelos autônomos: o comerciante de ferragens e ferramentas independente MEI paga imposto? 

Paga sim, mas estamos falando apenas de uma contribuição mensal cujo valor é fixo e considerado baixo. Trata-se do famoso boleto DAS MEI, o Documento de Arrecadação do Simples Nacional, que tem impostos como o ISS, INSS e ICMS inclusos.

Existe ainda mais uma obrigação fiscal que todo microempreendedor individual precisa cumprir sempre até o dia 31 de maio: a declaração anual de faturamento, chamada de DASN-SIMEI. 

Ela toma o lugar do Imposto de Renda e deve ser entregue sempre dentro do prazo, por isso, fique de olho no calendário para não perder a data limite. 

– Quais os benefícios do MEI comerciante de ferragens e ferramentas independente?

Quando o assunto é finanças, o microempreendedor está sempre com um sorriso no rosto. Além de pagar uma contribuição bem baixa, este profissional pode contar com crédito facilitado em diversos bancos e também terá uma carga tributária menor ao contratar um funcionário. 

Outro benefício desfrutado pelo comerciante de ferragens e ferramentas independente MEI é o direito previdenciário, que engloba salário maternidade, auxílio doença e reclusão, pensão por morte e aposentadoria. 

– O que não se encaixa nas atividades de comerciante de ferragens e ferramentas independente?

O CNAE de comerciante de ferragens e ferramentas independente é bastante específico, apesar da variada gama de produtos que este autônomo pode vender. 

Todavia, esta atividade não permite a comercialização no atacado de máquinas e equipamentos, mesmo que relacionados à sua função. 

Nas tabelas abaixo, é possível ficar por dentro de todos os dados desta subseção, bem como sua hierarquia. Veja. 

Atividades permitidas para Comerciante de ferragens e ferramentas independente MEI

Código Descrição
4744001 Comércio varejista telas de arame
4744001 Comércio varejista fechaduras, dobradiças
4744001 Comércio varejista ferramentas manuais elétricas
4744001 Comércio varejista aço para construção
4744001 Comércio varejista alumínio, chapas de
4744001 Comércio varejista ferramentas manuais
4744001 Comércio varejista martelo, picaretas
4744001 Comércio varejista arames, pregos, parafusos
4744001 Comércio varejista ferramentas manuais não-elétricas
4744001 Comércio varejista metais sanitários
4744001 Comércio varejista furadeiras, serras elétricas
4744001 Comércio varejista produtos metalúrgicos
4744001 Comércio varejista serrotes, serras
4744001 Comércio varejista ferragens
4744001 Comércio varejista cadeados
4744001 Comércio varejista ferro para construção

CNAE Comerciante de ferragens e ferramentas independente MEI

Hierarquia de atividades
Seção G Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas
Divisão 47 Comércio varejista
Grupo G Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas
Classe 47440 Comércio varejista de ferragens, madeira e materiais de construção
CNAE 4744001 Comércio varejista de ferragens e ferramentas

Ferramentas para a atividade de comerciante de ferragens e ferramentas independente MEI 

Por atuar no varejo, o comerciante de ferragens e ferramentas independente MEI precisa de um espaço para realizar a venda de seus produtos. Por este motivo, deve investir em um balcão de atendimento, computador, caixa registradora, prateleiras, embalagens etc. 

Caso deseja atuar no e-commerce, precisará de computador, embalagens, impressora, entre outros itens.