Não importa o tipo de produto: algumas posturas e estratégias podem melhorar o seu relacionamento com o cliente, melhorar a credibilidade da sua marca e, consequentemente, aumentar o seu faturamento

O famoso cientista Albert Einstein dizia que “loucura é querer resultados diferentes fazendo tudo exatamente igual”. A frase remete aos redirecionamentos que ele fazia em seus cálculos para conseguir provar suas teorias, mas também serve de reflexão para qualquer um que quer repensar suas estratégias no mundo dos negócios – principalmente quando o assunto é a área de vendas! 

Quando o MEI se formaliza e quer potencializar sua marca, produto ou serviço, ele não precisa ser um vendedor nato para alcançar seus objetivos. Porém, isso não significa que não vão existir dúvidas ou períodos de estagnação, ainda mais se você faz parte de um mercado dinâmico, com forte concorrência. E aí é que vem a frase de Albert Einstein: nas vendas, às vezes é preciso ir além, fazer diferente. Por isso, nós vamos te dar quatro dicas para você driblar a vergonha, o comodismo ou a inexperiência para potencializar seu faturamento. 

1.  Conheça o seu cliente 

A primeira dica parece óbvia, mas muita gente acaba deixando esse aspecto de lado. E o melhor de tudo é que você não precisa fazer como as grandes empresas, que realizam pesquisas para obter dados demográficos e geográficos sobre sua clientela. Basta responder a algumas perguntas simples: vendo mais para homem ou mulher? Eles geralmente são de que faixa etária? Qual a renda média? Onde moram? Que tipos de produtos eles consomem? 

Pensar sobre essas características não significa que você vai limitar o seu público-alvo. Porém, ter esse perfil em mãos pode te ajudar a direcionar a estratégia de vendas, ou até mesmo dar ideias de novos produtos e serviços que podem ser integrados ao seu empreendimento.  

VEJA: Dê o play e confira algumas dicas gratuitas sobre atendimento ao cliente que estão no canal DicasMEI 

2. Tenha uma boa comunicação 

O atendimento de qualidade é baseado na educação e na gentileza. Tudo começa com um simples “Bom dia! Como você está?”. Mas, até que a venda se concretize, é importante utilizar uma linguagem e uma postura que se adeque à realidade do cliente. Não se trata de forçar uma amizade com cada pessoa que se interesse por seu produto – até porque vendedores muito expansivos também podem atrapalhar o processo. Porém, criar pequenos vínculos, como ao menos tentar lembrar o nome da pessoa, já pode ajudar. Além disso, usar de mentiras para tentar engradecer o seu produto também é carta fora do baralho. 

No final das contas, o relacionamento para agradar o cliente é meio instintivo: trate-o da maneira que você gostaria de ser tratado quando está realizando uma compra. 

VEJA: Confira algumas estratégias para convencer o seu cliente e chegar ao tão desejado “sim”

3. Saiba negociar 

Não importa se você vende roupas, doces, artesanato, cosméticos ou utensílios para o lar: é preciso estar a par sobre as qualidades e vantagens do seu produto. E o que muitas pessoas esquecem é que isso também envolve saber explicar o porque ele tem aquele preço, qual é a matéria-prima, ou mesmo o tempo necessário de mão-de-obra para a produção. Expor essas características dão transparência na hora em que o cliente pede um desconto e você precisa defender o valor de sua marca. 

Mas então quer dizer que as ofertas estão proibidas? Muito pelo contrário! Mas aí já é uma negociação que envolve seu planejamento e sua realidade financeira. Em algumas situações, o MEI pode oferecer um descontinho para facilitar a primeira venda a uma determinada pessoa. Em outras, pode dar benefícios para fidelizar um cliente já conhecido. Estratégia também interessante é oferecer outros produtos e serviços que você desenvolve, fazendo vendas casadas e complementares.  

VEJA: Clique aqui e confira algumas armadilhas da negociação 

4.  Invista no marketing digital 

A dica final parecer ter mais a ver com estratégia de divulgação do que venda do seu produto. Mas a verdade é que esses dois aspectos estão totalmente entrelaçados – ou melhor: conectados! A venda porta-a-porta ainda é importante e jamais vai deixar de existir. Mas, atualmente (ainda mais em tempos de pandemia), é imprescindível que o MEI também exponha seu negócio nas redes sociais. Seja no WhatsApp, Instagram ou Facebook, as distâncias podem ser encurtadas, os horários são combinados e os diálogos se tornam mais fáceis e objetivos.  

Não é preciso se preocupar caso você não tenha condições de contratar uma agência ou produzir conteúdo. A princípio, basta ter o perfil da sua marca a um clique, agir com o profissionalismo de sempre e estar atento a novas oportunidades de vendas. E o melhor: o mundo digital proporciona inúmeras possibilidades, seja com novas ideias, parcerias, cursos e até mesmo te dando confiança para colocar em prática todas as dicas anteriores. 

VEJA: A DicasMEI preparou um vídeo incrível sobre como usar o marketing digital para vender mais, clique aqui e confira 

Em síntese, as modalidades de vendas são distintas, enquanto os desafios e obstáculos são constantes.  

Mas, nós da #EquipeDicasMEI, estamos sempre aqui, dispostos a te ouvir o compartilhar conteúdos que possam te auxiliar nessa jornada do empreendedorismo. 

Para ler mais matérias como essa, continue navegando em nosso blog.