Buscando liberdade e a possibilidade de colocar seus sonhos em prática, os jovens tem se lançado cada vez mais cedo no ramo do empreendedorismo

 

No Brasil, 52 milhões de pessoas têm o seu próprio negócio, segundo dados da Global Entrepreneurship Monitor (GEM). Quando falamos de empreendedorismo entre jovens, estima-se que 7 milhões de brasileiros tenham seu próprio negócio em estágio inicial ou já estabelecidos. E isso tem começado cada vez mais cedo, já que este número representa a faixa etária de 18 a 24 anos. Entre os jovens adultos, entre 25 a 34 anos, o número chega a passar dos 12 milhões! 

 

Mas por quê?

Você deve estar se perguntando: o que tem motivado os jovens a entrarem tão cedo no mundo dos negócios? De acordo com o estudo Juventude Conectada 2018, feito pela Fundação Telefônica Vivo, em parceria com o IBOPE e a Rede Conhecimento Social, a maioria dos jovens brasileiros entre 15 e 29 anos que fazem parte do universo dos negócios considera que empreender é ter um propósito, conseguir colocar em prática seus sonhos e também ser protagonista da própria vida. 

Ou seja, com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e exigente, a nova geração tem buscado cada vez mais liderar seu mercado de forma independente, colocando a mão na massa e investindo em seus próprios sonhos. 

 

As vantagens

Um dos pontos positivos de começar a empreender cedo é o gás e a criatividade jovem. Eles costumam ser ativos, interessados e tem muita facilidade para lidar com as novas tecnologias – algo muito importante para os negócios hoje em dia. 

Outra vantagem é conseguir trabalhar diretamente com o que deseja logo cedo. Quando se é mais novo, entrar no mercado de trabalho é um desafio, principalmente por conta da falta de experiências prévias – isso fica ainda mais difícil quando se busca uma carreira específica.

Vantagem bônus: ser seu próprio chefe! Prestar contas para um superior está entre as maiores reclamações no mercado de trabalho. E quando se é empreendedor, a preocupação cai por terra, uma vez que você tem toda a liberdade do mundo para lidar da forma que achar melhor. 

 

O jovem empreendedor brasileiro

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae, os empresários mais jovens são os que mais buscam algum curso antes de abrirem seu próprio negócio. Eles também são os que mais buscam aprendizado após iniciarem a vida empreendedora. No Brasil, ainda de acordo com a pesquisa, o jovem empreendedor é inovador e adepto às tecnologias, implantando-as muito cedo em suas empresas. 

 

Nem tudo são flores…

Embora o mercado empreendedor esteja cheio de oportunidades, ingressar nele sem experiências prévias pode colocar muitas coisas em risco. Além do desafio envolvendo a gestão, o jovem empreendedor também pode ter que lidar com o baixo investimento e até mesmo a falta de apoio – já que o lucro e o sucesso do negócio são incertos. 

 

VEJA: Clique aqui e confira a Entrevista com Especialista que te conta como a inteligência emocional pode te ajudar a prosperar no empreendedorismo 

https://blog.dicasmei.com.br/entrevista-com-especialista/como-a-inteligencia-emocional-ajuda-o-mei-a-prosperar-nos-negocios/

 

Para continuar lendo mais matérias como essa, continue navegando em nosso blog.