O período das festas de final de ano é conhecido por impulsionar o faturamento dos negócios de diversos segmentos, inclusive aqueles pertencentes à categoria dos microempreendedores individuais

Dezembro, o último mês do ano, é conhecido como o período de partilhar alegrias, estar presente e também presentear as pessoas que amamos. Por isso, o final de ano é época favorável ao varejista e aos prestadores de serviços, incluindo aqueles que se encaixam e estão formalizados na categoria MEI.

Segundo pesquisa do Sebrae que ouviu 5,8 mil empresários de pequeno e médio porte, 30% acreditam que as vendas de Natal este ano serão melhores que no ano anterior. 

Mas, será que o faturamento cresce naturalmente? 

Não! O maior erro do microempreendedor individual é pensar que suas vendas irão disparar automaticamente, apenas pelo fato de nos aproximarmos do encerramento de um ciclo. Isso é um mito. Apesar do cenário favorável, é preciso planejar estratégias para driblar a concorrência, atingir seu público-alvo e, acima de tudo, conquistar e fidelizar novos clientes. 

Afinal de contas, não podemos esquecer que a concorrência existe para todos. 

Vivemos a era da experiência. Hoje está muito claro que não se pode simplesmente entregar um produto, é preciso agregar valor ao cliente. Oferecer um benefício concreto, uma experiência incrível para o consumidor.

Por que é importante que seu cliente tenha uma experiência incrível ao adquirir o seu produto ou serviço? É justamente nessa jornada incrível que seu negócio se diferencia da concorrência.

Paula Esteves, 31 anos, é artesã e fabrica peças em tecido e couro. É MEI há três anos e, segundo ela, o padrão de vendas só mostrou alterações depois que ela fez um curso de capacitação pelo Sebrae e passou a aplicar o que aprendeu como estratégia, nos últimos meses do ano. 

“Eu sempre pensei que, como tudo mundo tem que comprar aquela lembrancinha de Natal ou de amigo secreto, as vendas fossem crescer sem que eu precisasse fazer esforços. Nos dois primeiros anos como MEI, nada mudou. Em dezembro, o meu faturamento era o mesmo dos meses anteriores. Foi quando eu decidi fazer um curso no Sebrae. Criei metas e estratégias específicas para os últimos meses do ano e, finalmente faturei!!!!! Tudo depende dos seus objetivos, de onde quer chegar e, principalmente, de quem é o seu público-alvo”, compartilha conosco a artesã. 

A #EquipeDicasMEI separou algumas dicas para que você surfe na onda e faça seu negócio faturar ainda mais, nessa época de tanta demanda. 

Vamos descobrir quais são essas dicas? 

DÊ ATENÇÃO ESPECIAL AO ATENDIMENTO

Com o aumento da demanda, muitos microempreendedores individuais enrolam-se e acabam não oferecendo um atendimento de qualidade ao cliente. 

Diante da possibilidade oferecida pela categoria MEI de contratar até UM funcionário, sugerimos que esse é o momento ideal para expandir sua equipe. Conte com ajuda para oferecer uma experiência incrível àqueles que procuram por seus produtos ou serviços. 

Pesquise sobre técnicas de abordagem e argumentos de vendas. Isso vai te ajudar a se tornar um microempreendedor mais persuasivo e vendedor.

 

VEJA: No portal DicasMEI, tem dica gratuita para que você aprimore suas técnicas de atendimento ao cliente

ESTABELEÇA METAS

O estabelecimento de metas é uma estratégia importantíssima para que você tenha um norte. Lembrando que as metas devem ser mensuráveis, alcançáveis e ter um significado pessoal. 

CRIE COMBO PROMOCIONAIS

Essa dica vale principalmente para quem deseja presentear. Por conta das festas de fim de ano, a grande maioria investe em presentes. Comprar um shampoo pode parecer pouco, mas ao levar um shampoo + condicionador + sabonete, já torna-se uma opção mais vistosa e interessante que ainda numa bela embalagem chama mais a atenção. Com isso você aumenta o valor da venda.

VEJA: Saiba como potencializar suas vendas no portal DicasMEI

FIDELIZE O CLIENTE

Nesta época do ano, você vai ter no seu estabelecimento um monte de gente que não é cliente frequente. Portanto, aproveite esta oportunidade para fidelizar esse público. Crie uma sistemática, de modo que ele volte depois do período natalino, nos meses de janeiro, fevereiro quando normalmente as vendascostumam cair.

INVISTA EM NOVIDADES

O cliente fica surpreso quando descobre que um estabelecimento oferece produtos e serviços que ele não estava esperando. E essa surpresa pode facilmente levar ao fechamento de mais compras e se tornar o grande diferencial competitivo de um pequeno varejista no mercado. 

Todos sabem que a economia fica mais aquecida no fim do ano, mas para tirar maior proveito disso é preciso ser criativo. Fazer diferente, tentar novas abordagens e redobrar os esforços são importantes fatores para se destacar da concorrência no período de festas.

E aí, conseguimos te ajudar?

Para ler mais matérias como essa, continue navegando em nosso blog.