O comerciante independente de artigos de colchoaria é o profissional responsável por vender itens de cama como colchões, travesseiros e almofadas.

Quando falamos sobre o que é o comerciante independente de artigos de colchoaria, uma das primeiras coisas que podem vir à mente é a preocupação com o conforto.

E quem pensa isso não está errado, afinal uma das competências deste profissional é zelar pelo bem-estar e comodidade de seus clientes, levando em conta as preferências de cada um. Por isso, o comerciante independente de artigos de colchoaria tem a incumbência de saber todas as especificações sobre os produtos que está vendendo.

Comerciante independente de artigos de colchoaria pode ser MEI?

Sim, esta é uma profissão que está habilitada para ter o registro de Microempreendedor Individual já que não possui nenhuma representação de uma entidade de classe, como é o caso dos médicos, advogados e engenheiros, por exemplo.

O CNAE de comerciante independente de artigos de cutelaria é 4754-7/02 – Comércio varejista de artigos de colchoaria.

No decorrer deste texto será possível conferir a tabela com todas as informações e a hierarquia desta atividade.

Dúvidas sobre a atividade de comerciante independente de artigos de colchoaria MEI

Tudo o que é novo pode gerar insegurança e muitas incertezas, como é o caso de quem vai abrir pela primeira vez um MEI de comerciante independente de artigos de colchoaria.

No entanto, listamos as informações essenciais para quem quer entrar de cabeça nesta jornada de Microempreendedor Individual e, no final, você verá que o processo é bem mais simples do que parece. Confira mais informações abaixo!

– Quais as formas de atuação do comerciante independente de artigos de colchoaria MEI?

O trabalho do comerciante independente de artigos de colchoaria MEI consiste em vender colchões, travesseiros e almofadas como vimos anteriormente.

Para isso, o profissional tem que dominar todas as características dos produtos, desde composição, tecnologia e tamanho, até conseguir descrever em palavras a sensação do toque e o conforto que aquela peça pode proporcionar ao cliente.

O comerciante independente de artigos de colchoaria pode trabalhar tanto em um pequeno negócio próprio, como também prestar serviços a grandes empresas deste ramo.

– Como abrir um MEI para comerciante independente de artigos de colchoaria?

O registro de Microempreendedor Individual pode trazer inúmeros benefícios ao seu negócio, como acesso aos benefícios previdenciários, por exemplo.

Mas para isso, é necessário fazer o cadastro no Portal do Empreendedor, na plataforma oficial do Governo Federal, clicar em “Quero ser MEI” e depois em “Formalize-se”. A abertura do MEI é totalmente gratuita e o processo completo é feito online.

Então, quando acessar a parte do Formalize-se você já deverá inserir todos os dados de seu negócio, desde informações pessoais como seu nome completo e endereço até nome fantasia e o CNAE de comerciante independente de artigos de colchoaria que, como vimos, é 4754-7/02.

Confira para ver se todos os dados estão corretos e conclua a inscrição. Logo em seguida, você irá receber seu certificado de comerciante independente de artigos de colchoaria junto com o seu CNPJ.

Para poder emitir as notas fiscais, só será necessário registrar este CNPJ na prefeitura de sua cidade.

– Como funciona o MEI para comerciante independente de artigos de colchoaria?

Após o registro, o comerciante independente de artigos de colchoaria MEI passa a responder perante à lei como uma pequena empresa e este título demanda certas responsabilidades.

A primeira delas é que para o profissional continuar enquadrado como Microempreendedor Individual, ele não pode ultrapassar o faturamento anual de R$ 81 mil e nem ser sócio, dono ou administrador de outra empresa.

Além disso, caso o trabalhador necessite de um ajudante ele pode contratar um funcionário, mas não mais do que isso, porque a categoria não permite.

Outra responsabilidade do comerciante independente de artigos de colchoaria é o pagamento em dia do DAS, o Documento de Arrecadação Anual. É nele que estarão os impostos a serem pagos, como o Pis e Confins, por exemplo, e a contribuição ao INSS.

Por fim, a última obrigação deste profissional é fazer a Declaração Anual de Faturamento, o DASN-SIMEI. É nela que o Governo irá checar se você cumpriu com aquela regrinha anterior de não ter um faturamento maior do que R$ 81 mil ao ano.

Por outro lado, a formalização também traz muitas vantagens. O comerciante independente de artigos de colchoaria MEI poderá usufruir de uma aposentadoria por idade, por exemplo. Além disso, o profissional também terá garantia de auxílio-doença, pensão por morte e salário-maternidade.

E, caso precise de dinheiro para investir em seu micronegócio, o comerciante de artigos de colchoaria MEI também tem mais facilidade de conseguir linhas de crédito com juros mais baixos.

Viu só como vale a pena abrir um MEI?

– O que não se encaixa nas atividades de comerciante independente de artigos de colchoaria MEI?

O CNAE de comerciante independente de artigos de colchoaria inclui somente as atividades relacionadas às vendas de colchões, travesseiros e objetos deste ramo.

O comércio varejista de móveis, por exemplo, possui uma classificação distinta e por isso não se enquadra na mesma subclasse.

Atividades permitidas para Comerciante Independente de Artigos de Colchoaria MEI

Código Descrição
4754702 Comércio varejista artigos de colchoaria
4754702 Comércio varejista colchões, travesseiros

CNAE Comerciante Independente de Artigos de Colchoaria MEI

Hierarquia de atividades
Seção G Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas
Divisão 47 Comércio varejista
Grupo G Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas
Classe 47547 Comércio varejista especializado de móveis, colchoaria e artigos de iluminação
CNAE 4754702 Comércio varejista de artigos de colchoaria

Ferramentas para a atividade de comerciante independente de artigos de colchoaria MEI

O comerciante independente de artigos de colchoaria MEI irá precisar, basicamente, dos produtos que irá vender e muita lábia.

Convencer o consumidor não é uma tarefa fácil. Por isso, mencionamos anteriormente que o conhecimento sobre as especificações de cada produto é tão valioso.

Este profissional pode ter um e-commerce, como também pode vender seus produtos pelas redes sociais ou ainda trabalhar de forma autônoma para alguma empresa do ramo.