O animador(a) de festas independente vai garantir a alegria de qualquer comemoração, seja ela infantil ou adulta. Este profissional será responsável pela recreação de uma festa, sugerindo brincadeiras e atividades que vão animar todos os convidados. 

Esta é uma atividade muito ligada à criatividade e interação, por isso, o animador(a) de festas independente deve estar sempre antenado às novidades do segmento para apresentar inovações e manter o sorriso no rosto de todos, especialmente das crianças. 

Animador(a) de festas independente pode abrir MEI? 

Sim, o animador(a) de festas independente pode ser MEI por meio das mais diversas atividades que compõem o CNAE 9329-8/99 – Outras Atividades de Recreação e Lazer não especificadas anteriormente. 

Ao se enquadrar no MEI, a pessoa irá desfrutar de vários benefícios que este modelo consegue apresentar aos empreendedores. 

Dúvidas comuns sobre a atividade de animador(a) de festas independente MEI

Para saber com mais detalhes as informações sobre o MEI de animador de festas independente, confira os tópicos a seguir. 

Quais são as formas de atuação do animador de festas MEI?

Esta é uma categoria que envolve inúmeras atividades, por isso, o profissional que se enquadra no CNAE 9329-8/99 certamente pode exercer vários ofícios. 

As formas de atuação do animador de festas vão além do entretenimento feito por uma pessoa com brincadeiras ou atividades lúdicas, nesta categoria entram, por exemplo, aluguel de sítio de lazer e exploração de trenzinho recreacional. 

Como abrir MEI para animador de festas independente?

Abrir o MEI é simples, rápido e pode ser feito de qualquer lugar, basta ter um computador, celular ou tablet com acesso à internet. 

Após certificar-se de que sua atividade está enquadrada em um CNAE disponível, como é o caso do animador(a) de festas independente, o profissional deve acessar o Portal do Empreendedor. 

Este é o site oficial do governo federal e todo o processo de cadastro e criação do MEI é totalmente gratuito, sem cobrança de nenhuma taxa. 

Ao entrar na página, é necessário clicar na opção “Formalize-se” e preencher todos os dados requeridos pelo sistema, como nome, endereço, telefone e CPF.

É também nesta seção que a pessoa deverá informar qual o CNAE a que sua profissão pertence. Para evitar erros, pesquise a numeração antes e certifique-se de indicar a atividade correta. 

Depois disso, o cadastro é finalizado e o sistema vai gerar, de forma automática, o Certificado MEI, que é o documento que apresenta o CNPJ do negócio. Imprima este arquivo ou salve-o no seu dispositivo. 

Outro ponto importante é que o empreendedor tem que formalizar a atividade na prefeitura de sua cidade. É necessário fazer o cadastramento do CNPJ para que seja possível emitir notas fiscais dos serviços ou ainda abrir um espaço. 

Muitas cidades já possuem um sistema totalmente digital, facilitando a vida do profissional. Entretanto, em alguns locais, ainda é preciso realizar este processo presencialmente. 

Como funciona o MEI para animador de festas independente?

Criado pelo governo federal com o intuito de facilitar a formalização de pequenos negócios, o MEI (Microempreendedor Individual) é a maneira menos burocrática de empreender no Brasil. 

São mais de 400 atividades relacionadas e que possibilitam o acesso a direitos que, sem o MEI, estes profissionais jamais teriam. 

E mesmo com um amplo leque de profissões, algumas não podem usufruir dos benefícios deste enquadramento por serem representadas por uma entidade de classe, como é o caso de médicos e jornalistas. 

O animador(a) de festas independente MEI, claro, não sofre nenhum impedimento para abrir o MEI, desde que cumpra os requisitos a seguir:

  • Não ser sócio em outra empresa; 
  • Possuir no máximo um funcionário;
  • Ter um faturamento anual de até R$ 81 mil; 

Mesmo que seja um formato descomplicado, o MEI é um enquadramento de pessoa jurídica, sendo assim, já é possível imaginar que o empreendedor terá que cumprir algumas obrigações fiscais. 

Então, o MEI animador de festas independente paga imposto

Sim, existe uma contribuição que deve ser feita mensalmente, trata-se do boleto DAS MEI (Documento de Arrecadação do Simples Nacional). 

Este é o único imposto que o animador de festas independente MEI deve pagar. Aliás, o DAS possui um valor fixo e bem inferior às demais tributações federais, das quais o microempreendedor individual está isento. 

Outra obrigação é a declaração anual de faturamento, chamada de DASN-SIMEI, cujo prazo limite de entrega é dia 31 de maio de cada ano. Por isso, é preciso muita atenção neste ponto. 

Quais os benefícios do MEI animador de festas independente?

Ao pagar periodicamente o boleto DAS, o animador de festas independente MEI poderá contar com os direitos previdenciários, entre eles aposentadoria, pensão por morte, auxílio doença e salário maternidade. 

Caso contrate um funcionário, a carga tributária desta contratação será bem mais baixa do que as pagas por empresas que estão enquadradas em outras modalidades. 

Ainda, o empreendedor poderá acessar linhas de créditos facilitadas em várias instituições financeiras. 

O que não se encaixa nas atividades de animador de festas?

O CNAE de animador de festas independente é bastante amplo, mesmo assim, diversas profissões ficaram de fora desta categoria, como atividades de agenciamento de profissionais para atividades esportivas, culturais e artísticas. 

Casas de festas e eventos; as artes cênicas e espetáculos; além de serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas também não podem utilizar este CNAE, visto que possuem outras numerações. 

CNAE Animador(a) de festas independente MEI

Hierarquia de atividades
Seção
Divisão
Grupo
Classe
CNAE

Ferramentas para a atividade MEI animador de festas independente 

Quando se trata de entreter uma plateia, o animador de festas independente MEI pode lançar mão de diversos artifícios, como roupas chamativas, acessórios, jogos ou objetos.

Para quem trabalha especificamente com recreação infantil, as ferramentas que esta atividade requer podem ser as mais variadas, desde uma varinha de mágico, cartas de baralho até balões e lenços coloridos.